TOP 10 filmes da década de 1920: Os filmes que seus avós ou bisavós assistiram

Se você é fã de filmes antigos e gosta de ir atrás desses clássicos temos aqui uma lista dos melhores dos anos vinte.

Numero 10: A Paixão de Joana D’Arc (1928)

 

A jovem camponesa Joana D’Arc (Maria Falconetti) é condenada à morte por ter liderado o povo francês contra o exército invasor inglês, dizendo que foi inspirada por Jesus e São Miguel. Ela passa pelas suas últimas horas de vida em que é capturada pelos ingleses, levada à prisão, torturada, vai à julgamento por heresia e por fim é executada. Durante todo esse tempo, ela sofre por causa das acusações e também devido ao abandono da Igreja Católica e dos seus compatriotas franceses. Mesmo com os filmes falados já terem feito sua estréia em 1926 com O Cantor de Jazz, este filme mudo usa muito zoom para mostrar as expressões dos atores e suas expressões demonstrando a emoção, e para mostrar mais ainda a crueza nas cenas, o diretor Carl Theodor Dreyer mandou não maquiar os atores, caso você queira assistir o filme está completo no youtube.

https://www.youtube.com/watch?v=CxJSGMK9yRE

Numero 9: O Gabinete do Dr. Caligari (1920)

Filmes alemão dirigido por Robert Wiene mostra a estória de Francis (Friedrich Feher) e o amigo Alan (Hans Heinrich von Twardowski) visitam o gabinete do Doutor Caligari (Werner Krauss), onde conhecem Cesare (Conrad Veidt), um homem sonâmbulo que diz a Alan que ele morrerá. Assim acontece e Alan acorda morto no dia seguinte, o que faz com que Francis suspeite de Cesare. Francis então começa a espionar o que o sonâmbulo faz com a ajuda da polícia. Para descobrir todos os mistérios, Francis acredita só haver uma solução: adentrar no misterioso gabinete do Doutor Caligari. Esse thriller é considerado um dos primeiros filmes a ser considerado um dos pais do plot twist e de filmes de terror, então cuidado com spoilers, esse também está no youtube.

https://www.youtube.com/watch?v=89TVh1jOIPo

 Numero 8: Aurora  (Sunrise: A Song of Two Humans) (1927)

Este filme dirigido por F. w. Murnau premiado três vezes ao Oscar é um dos primeiros a ter música dentro do filme e efeitos sonoros, o longa conta a história do Homem, sim os personagens usam como alegoria a escolha de não dar nome aos personagens, então o homem (George O’Brien) é seduzido por uma mulher, então ele decide matar a esposa, mas nem tudo acontece como esperado, sem spoilers, veja o filme :D. Esse também está no youtube.

https://www.youtube.com/watch?v=GnLVMREVA6M

 Numero 7: Encouraçado Potemkin (1925)

Esse filme Russo dirigido por Sergei M. Eisenstein é praticamente uma propaganda militar como muitos filmes são ainda hoje, e é técnicamente um primor para a época com cortes e edição rapida para causar efeito nas pessoas, com explosões, mortes (pra época as cenas eram fortes). O filme conta sobre a revolta de marinheiros de um navio de guerra em 1905, que seria o prenúncio da Revolução Russa de 1917 que mudou o país deixando de ser uma autocracia. E olha o link do filme ai cumpade :D.

https://www.youtube.com/watch?v=7TgWoSHUn8c

 Numero 6:  O Cantor de Jazz (1927)

Este filme dirigido por Alan Crosland e Gordon Hollingshead já comentado aqui é o filme que marca o inicio dos filmes falados, este conta a história de Jakie Rabinowitz (Al Jolson) amante de jazz e ragtime e pretende se tornar um cantor do gênero. Seu pai, porém, é um corista de igreja e exige que o filho siga a tradição da família. Jakie insiste então, mas é descoberto pelo vizinho e expulso de casa. Uma década depois, mais velho, o cantor seguiu seu sonho e mudou de nome, mas ainda quer desafiar o pai. Encontrei o filme no youtube, mas é por R$3,90.

 Numero 5: A General (1926)

Essa comédia estrelada e dirigida por Buster Keaton, conta a estória de Johnnie Gray (Buster Keaton) que é apaixonado por sua locomotiva chamada General, e também por Annabelle Lee (Marion Mack). Durante a Guerra da Secessão, General e Annabelle são raptadas por espiões da União e Johnnie tentará salvá-las em uma aventura através da ferrovia. Apesar de na época o filme não ter sido tão reconhecido depois de alguns anos se tornou um clássico. Esse está no youtube.

https://www.youtube.com/watch?v=ilPk-SCHv30

 Numero 4: O Garoto (1921)

Essa comédia e drama é dirigida, escrita, estrelada, produzida e por ai vai por Charlie Chaplin e tão apaixonante personagem The Tramp que ficou no Brasil como Carlitos ou O Vagabundo, o filme conta a estória de uma mãe que abandona seu filho com um bilhete em uma limusine, mas o carro acaba sendo roubado e a criança é deixada em uma lata de lixo. Um vagabundo encontra o bebê e passa a cuidar dele. Cinco anos depois, a mulher tenta encontrar o filho perdido. Esse foi um dos filmes mais lucrativos dos anos 20. Esse você pode assistir no youtube.

https://www.youtube.com/watch?v=64173EAYtDk

 

Numero 3: A Corrida do Ouro (The Gold Rush) (1925)

Neste clássico da comédia silenciosa, Chaplin volta ao papel do Vagabundo e dessa vez vai ao Alasca para participar da corrida do ouro. Preso em uma pequena cabana por causa de uma nevasca, ele é obrigado a compartilhar seu quarto com um garimpeiro de sucesso e um fugitivo. Eventualmente, ao deixar a cabine, ele se apaixona por uma garçonete bonita, tentando bravamente ganhar o seu afeto. Porém a sorte de Carlitos muda quando o garimpeiro necessita de ajuda para localizar o ouro. Este dito pelo próprio Chaplin, é o filme que ele mais gostaria de ser lembrado por ter feito e é considero um dos melhores filmes já feitos. Olha o link bonito ai.

https://www.youtube.com/watch?v=nt-_DXC-aik

 Numero 2: Nosferatu a symphony of horrors (1922)

Como diria o grande e renomado poeta brasileiro Francisco Everardo Oliveira Silva “OOHH Menino lindo!”

Dirigido por Friedrich Wilhelm Murnau, o longa conta a estória do corretor de imóveis Hutter precisa vender um castelo cujo proprietário é o excêntrico conde Graf Orlock. O conde, na verdade, é um vampiro milenar que espalha o terror na região de Bremen, na Alemanha e se interessa por Ellen, a mulher de Hutter, o que na verdade foi uma cópia descarada do livro Drácula de Bram Stocker, apenas mudando o nome dos personagens, mas ainda assim criando um dos personagens mais lembrados do cinema.

https://www.youtube.com/watch?v=HHt10MA5Fqs

 Numero 1: Metropolis (1927)

Este longa dirigido por um dos diretores alemães mais conhecidos do cinema, Fritz Lang é um dos longas mais importantes do gênero de ficção cientifica e como toda boa ficção cientifica, fala sobre a atualidade num contexto de sci fi como grandes obras como, Matrix, Distrito 9, Wall-E, etc.

O filme conta com uma técnica apuradíssima, sendo o equivalente dos grandes blockbusters de hoje em termos de produção, sendo muito a frente do seu tempo.

O longa mostra um mundo distópico, a cidade futurista chamada Metropolis dividida entre a classe trabalhadora e os planejadores da cidade, o filho do mestre da cidade se apaixona por uma profetisa da classe trabalhadora, que prevê a vinda de um salvador para mediar à diferença entre as classes. “O mediador entre a cabeça e as mãos deve ser o coração!”

https://www.youtube.com/watch?v=LB-awsZAOjk

 

E ae, você gostou da lista, concorda? Acha que deveria ter outros filmes, deixe o seu top 10 nos comentários.

 

%d blogueiros gostam disto: