Hellraiser – O livro que inspirou o filme

“Não havia prazer no ar: ou pelo menos, não como a humanidade o entendia.”

Para aqueles que desconhecem Hellraiser, trate-se por essência de uma série de filmes de terror (o primeiro filmado em 1987) que contam a história de pessoas que se envolveram (e conseguiram solucionar) o misterioso artefato chamado “Configuração de Lemarchand” – uma caixinha negra de madeira que após montada da maneira correta, quebra as paredes das dimensões e traz em presença, seres demoníacos conhecidos como Cenobitas, exploradores dos prazeres proibidos, das torturas e do êxtase através da dor. É claro que levando em conta a data da filmagem e a concepção de “terror” de 87, temos um filme trash gore ao extremo, com muita cenas de sangue jorrando em quantidades exageradas e coisas assim.

O que poucos sabem é que antes do filme, o diretor (e também escritor) Clive Barker escreveu um livro intitulado originalmente por “The Hellbound Heart” que veio a servir de roteiro para a primeira filmagem. Recentemente a excelentíssima editora Darkside lançou uma versão especial em capa dura desta obra, que em suas poucas 160 páginas transmite toda essência do horror e da maldade presente no conto. É uma história sem grandes descrições, mas com grande teor poético, chegando a enojar aqueles desacostumados à maldade e à tenebrosidade do macabro, tal a frequência como tais coisas são vistas com naturalidade por alguns personagens.

Encorajo fortemente a todos que não leram ou assistiram o primeiro filme a conhecerem a história. Fica nítido a meu ver, que Barker criou (talvez sem saber) detalhes do macabro que inspirariam muitas outras obras de horror com o passar dos anos. Uma peça obrigatória para a estante de todo leitor que sabe apreciar uma boa história aterrorizante.

Título: Hellraiser Título original: The Hellbound Heart Autor: Clive Barker Editora: Darkside Gênero: Terror Páginas: 160

  • Tá aí uma clássica franquia do terror que venho adiando há um certo tempo mas que não me escapará de vista a partir de agora. Ah, e saber que existe um livro que inspirou o roteiro do primeiro filme com certeza atiça mais ainda a minha curiosidade.

  • Sinceramente, achei o livro tranquilo de ler. Como já conhecia o filme, esperava que o livro fosse muito mais gore do que na realidade é. De qualquer forma, é excelente!

    • Obrigado por visitar, ouça nosso podcast!

  • Obrigado por visitar, ouça nosso podcast!