Gone Home – Um intrigante jogo indie de exploração

“O que você faria por amor?”

Sou da opinião que devemos sempre prestar uma atenção especial aos lançamentos indies na indústria dos games. Quando Gone Home foi lançado para PC em 2013, achei a premissa bastante interessante mas só agora, três anos depois quando chegou aos consoles, que pude finalmente joga-lo.

O game se passa em 1995, e você toma controle de uma jovem de 21 anos chamada Kaitlin que acaba de regressar de uma viagem pela Europa e se depara com sua casa vazia. Seus pais e sua irmã mais jovem, Sam, não estão e não há comemorações de reencontro, apenas o som da tempestade que cai severamente e o vazio opressor da casa. Na porta de entrada, a protagonista logo encontra um misterioso recado de sua irmã dizendo que não pode estar presente para recebe-la e que não deseja que os pais descubram onde ela está. É aí começa uma verdadeira investigação para entender o que aconteceu.

Carta de Sam deixada para sua irmã, na porta de entrada.

É um jogo focado exclusivamente na exploração do ambiente, então você fará única e simplesmente isso: explorar. Se sua praia não é ficar fuçando nas coisas e lendo diversas informações (vale observar que o jogo no momento não possui legendas em português) você provavelmente não irá gostar. E o forte desta obra indie é exatamente a história. Ao decorrer da jogatina são encontrados diversos fragmentos de mensagens de Sam para sua irmã, o que vão tornando as coisas claras e assim possibilitando entender o que aconteceu com a família.

Examinando um ingresso encontrado na sala.

A jogabilidade é atrativa, você pode “pegar” os objetos encontrados e rotaciona-los a vontade para ver seus detalhes. Alguns contarão com pistas escondidas então vale a pena vasculhar tudo que lhe chamar a atenção. O ambiente da casa é bem recriado e o jogo passa uma boa sensação de imersão. Chega a ser levemente assustador andar pelos corredores da casa vazia, a tempestade e os trovões pregam peças e nos fazem questionar se realmente estamos sozinhos (será?).

Não vou dar spoilers, mas digo novamente, o forte é a história. É preciso manjar de inglês para poder usufruir do contexto, mas asseguro que vale a pena. O game inclusive foi bem aceito pela crítica, chegando a tirar notas altas em avaliações como no IGN (9.5/10) ou no Metacritic (86/100) por exemplo.

Gone Home atualmente pode ser jogado no PC, no Xbox One e no Playstation 4, confira abaixo o trailer do lançamento.

%d blogueiros gostam disto: