Empress of Mars – Review do nono episódio de Doctor Who

Calista/ junho 12, 2017/ Reviews, Séries e TV/ 3 comentários

Teremos spoilers

Essa semana o episódio não foi de explodir a cabeça, não briguei com quase ninguém, quase porque xinguei muito o Nardole, não teve nenhuma grande reviravolta, enfim um episódio que tirou a gente do nada e levou pra lugar nenhum, o que pra mim é um absurdo. Faltam apenas 3 episódios pro fim e o mistério do cofre já foi, a Missy parece fazer figuração de luxo e nada acontece, tá parecendo o STF somado com o TSE. E pior, nem feijoada temos. Aceitaria um episódio assim se ele fosse o 3º, 4º, no máximo 5º episódio, mas com o fim de temporada, com o fim da era Moffat, com a despedida do Capaldi e tudo parece estar em banho-maria. A impressão que dá é que o Moffat não quer se arriscar com algo mais ousado.

Mas vamos parar de reclamar e falar do episódio. Muito confuso esse início de episódio. Bom, primeiro eu tinha quase certeza que era uma propaganda da NASA e eu tinha feito algo de errado (e que computaçãozinha gráfica muito mais ou menos hein, a imagem externa do prédio parece até tirada do Second Life, mas não se pode reclamar de “defeitos” especiais em Doctor Who né, já sofremos muito com coisas como o Mickey de borracha), mas logo dá pra entender que o episódio tinha começado. E ai fica a pergunta, que diabos o Doctor estava fazendo na NASA? A cara que ele faz quando o que tem na superfície de Marte é revelada dá a sensação de que ele já sabia, mas depois, com a Bill ele parece não saber de nada. O início do episódio foi bem sem noção pra mim, só relevado pelos incríveis diálogos entre o Doctor, a Bill e o Nardole.

O que salva muito esse episódio, pra mim, são duas coisas, os diálogos afiados e cheios de referências e o fato da TARDIS se separar do Doctor, gosto muito desse recurso. Ficaria muito fácil resolver o problema desse episódio com a TARDIS ao alcance, separar o Doctor dela é a melhor opção. Mas que cacete se passa na cabeça do Nardole em pedir ajuda justo pra Missy???? Ele infernizou o Doctor mais da metade da temporada por conta do cofre e é exatamente ele que coloca a Missy pra fora dele. É isso mesmo Moffat e Gatiss??

O episódio resgata uma raça que eu tinha esquecido, de verdade. Os Ice Warriors já haviam aparecido em Cold War, mas esse não é um episódio nada marcante, pelo menos pra mim e principalmente pelo anterior ter sido The Rings of Akhaten. Eles também apareceram em episódios de Classic Who, mas ainda não consegui passar do Primeiro Doctor, então não posso opinar. Mas vemos mais um integrante dessa raça perdido e ajudando uma companhia do exército britânico em Marte e assim que vi integrantes desse exército na hora lembrei das minhas aulas de imperialismo e de Cecil Rhodes. Uma das frases mais célebres de Rhodes é: “O mundo está quase todo parcelado e o que dele resta está sendo dividido, conquistado, colonizado. Penso nas estrelas que vemos à noite, esses vastos mundos que jamais poderemos atingir. Eu anexaria os planetas se pudesse. Entristece-me vê-los tão claramente e ao mesmo tempo tão distantes”. Essa frase passou o tempo todo do episódio ecoando na minha mente e é possível perceber o quanto os homens são ambiciosos e nem digo homens daquele tempo não, hoje em dia não estamos muito longe disso não. Nesse ponto tenho que aplaudir a 10ª temporada, Moffat resolveu cutucar um monte de feridas abertas da sociedade, nossos preconceitos, ambições desmedidas, enfim, diversas coisas que estão sendo levantadas e que está sendo legal pra caramba, apesar dos pesares.

O conflito se centra todo na ambição e na soberba britânica. É tão chato ver o Doctor falando um milhão de vezes  que os Ice Warriors são capazes de destruir toda a civilização humana rapidamente e os imbecis dos britânicos insistindo que eles são superiores. Chamar o Ice Warrior de Sexta-Feira é o ápice da soberba.

É interessante ver que o Sexta-Feira só queria mesmo era abrir a colmeia, libertar sua rainha e usou a ambição dos humanos para seu benefício próprio. É a ambição que liberta a rainha e é a ambição que quase leva a ruína os soldados e como todo bom ser humano, esses tentam resolver tudo na violência, enquanto o Doctor tenta conversar e costurar uma trégua. Vou confessar que praticamente aplaudi quando o Catchlove é morto pela rainha, ele é muito humano e por isso tenha me incomodado tanto, as atitudes dele de tentar resolver tudo na marra, a força, fez com que eu pegasse um ódio do personagem incrível.

A solução para o conflito do episódio não foi nada fácil, mas eu gostei do fato do Doctor apenas ser um intermediário e não o salvador da pátria, ele simplesmente forçou com quem a rainha entrasse em um acordo e ouvisse os seres humanos. Também curti muito o fato do Doctor falar que pensa como um guerreiro, passou a sensação que não foi só o War Doctor que foi guerreiro.

E o Gatiss não se esquece de “Sleep no More”, mesmo não fazendo a sequência desse odioso episódio da 9 temporada (o pior da temporada e um dos piores da new who), ele tem que fazer a gente lembrar dele né. Por alguns segundos fiquei esperando que os monstros de remela saíssem do chão pra ajudar os Ice Warriors.

Só antes de falar da Missy preciso só reclamar mais um pouquinho do Nardole, será que ele não conhece telefone?? Caramba, o que aconteceu com os celulares, quando era a Rose, a Amy, sempre tinha um celular, agora a Bill, filha do século XIX, provavelmente nativa digital, não tem um celular pro Doctor ligar pro Nardole? Nada que um comunicador não resolvesse. E nem tem a desculpa da diferença de tempo porque a Rose conseguiu ligar pra mãe com uma diferença de milhares de anos. Falando da Missy agora, ela parece apaixonada pelo Doctor e na verdade mesmo o Master sempre pareceu nutrir uma certa paixão pelo Doctor, mas que ela tá estranha, ah isso está.

Pra encerrar só mais duas coisas que quero ressaltar, primeiro, foi legal as menções aos filmes e não ficou too much, além de achar muito divertido o Doctor não ter visto uma porrada de filmes sérios e ter assistido Frozen. E segundo, finalmente ele trocou aquele traje espacial laranja, já tava mais que vencido aquele né, principalmente pra quem viaja por todo o universo. Eu gostei dessa roupa meio Jogos Vorazes – Em Chamas, ficou bem.

Mas é isso pessoal, semana que vem o antepenúltimo episódio da temporada e pelo next time tenho a sensação que não irá nos levar a lugar nenhum mais uma vez, mas teremos romanos e espero que ele lembre do Rory.

Até a próxima semana, isso se eu não me alistar em alguma legião romana e ir lutar contra os bárbaros.

Allons-y

  • Caçad. Demonios Interdimens.

    Pelo menos não foi tão ruim qto estava imaginando.
    O lance da nasa do começo eu acho q rolou anos depois, por isso ele foi lá, pra ver a cara dos americanos ao saber q os britanicos foram pra lá antes…..esse escocês

    • Calista Jubilee

      Esse lance de Doctor não ter uma linha temporal muito certa me deixa meio maluca hahahahahahahahaha

    • Calista Jubilee

      Esse lance de Doctor não ter uma linha temporal muito certa me deixa meio maluca hahahahahahahahaha