Anime: K-ON!

Salve leitores e ouvintes d’O Filmante!

Desculpem a demora. Tá corrido. Mas vamos parar com a lenga lenga e vamos trazer pra vocês um dos meus animes de cabeceira: K-ON!

Como sempre, primeiro a ficha técnica:

-39 episódios, sendo 13 na primeira e 26 na segunda;
-Já finalizado;
-A primeira temporada foi ao ar no Japão entre 03/04 a 26/06/2009 e a segunda foi entre 07/04 e 29/09/2010;
-Produtores: Pony Canyon, TBS, Movic, Rakuonsha e Animation Do;
-Licenseado pela Sentai Filmworks e pela Bandai Entertainment;
-Feito pela Kyoto Animation;
-Fonte: Mangá;
-Os gêneros são de Slice of Life (um pouco de vida cotidiana), Comédia, de vida Escolar e Música;
-Tem duração média de 24 minutos por episódio;
-Censura PG-13 (para adolescentes de 13 anos ou mais velhos – o que eu não concordo, deveria ser categoria livre, o que provavelmente seria categorizado aqui no Brasil).

O anime mais kawaii que eu já vi, na boa. A história conta sobre Hirasawa Yui, como ela entrou na escola secundária (nosso ensino médio) e conseguiu entrar em uma banda.

Provavelmente vocês que não acompanham animes não sabem, mas as escolas japonesas promovem alguns clubes extracurriculares, que podem ser de tudo um pouco, como tênis, leitura, teatro e várias outras coisas. No caso da Yui, o clube é chamado de “Clube de Música Leve”, por não ser de música clássica (até porque é de Rock, né, benhês).

Logo no começo somos apresentados à Ui, a irmã da Yui, e quando ela chega à escola secundária, somos apresentados à Tainaka Ritsu, a espivetada baterista, e à Akiyama Mio (percebam que os sobrenomes japoneses vêm antes dos nomes), a baixista muito tímida. As duas faziam parte do clube de música leve e estavam só, e precisavam de mais dois membros para o clube não fechar, e logo conseguiram a Yui e a tecladista, Kotobuki Tsumugi, carinhosamente conhecida como Mugi.

E a história vai contando um pouco da vida delas, do dia a dia delas, e como elas vão ensaiando. Yui não sabia nada de nada de instrumentos, e aprendeu a tocar guitarra com a professora, Yamanaka Sawako, que quando mais jovem era integrante do clube de música suave (que de suave não tinha nada, ela era mó metaleira) e assim elas vão ganhando, além da experiência na música, a amizade umas das outras.

Na segunda temporada elas ganham a companhia da experiente Nakano Azusa, chamada por elas de Azu-nyan (e aqui conhecemos a mania dos japoneses de apelidar com bichinhos fofinhos, como gatos, e nyan é a onomatopéia de miado para os japoneses). A menina é bastante tímida, mas bem menos que a Mio, e toca muita guitarra. A Yui pode ser a lead guitar, mas a Azusa sola bem e conhece bem de música, o que trouxe bastante técnica para a banda.

Tanto que, no final do anime, quando as quatro se formam, Azusa tem que conseguir novas meninas para continuar a banda, as chamadas Cagayake Girls.

Para o mangá foi lançado um spinoff que conta um pouquinho delas na faculdade e de Azusa para conseguir as Cagayake Girls, e são várias que você já via na segunda temporada do anime.

Sugiro fortemente que vocês assistam! Principalmente vocês que curtem música.

Grande abraço e até o próximo artigo!

Acompanhem nosso episódio que fala de K-ON!
AnimeSphere #05: Duo – Beck & K-ON!